sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vampiros e Vampirismo



Vejo o pessoal falando muito sobre vampiros ultimamente. Será que o Hallowen está influenciando?
São comentários sobre filmes, livros e até mesmo oque a imaginação manda.
Lembrando de alguns filmes que assisti, alguns se rebelam e tentam viver como humanos normais. Ou seja, não é fácil ser um vampiro! Viver eternamente, mudar de endereço sempre que o perigo de ser descoberto aparece, amar um humano, ver amigos morrerem enquanto você vive eternamente. Não poder ver a luz do sol! E ainda mais ter que se sustentar com o sangue humano! É, vampiros também são seres que precisam sobreviver com algum alimento!

Bom, deixando a fantasia de lado, acredito muito no vampirismo!
Tudo aquilo que suga sua energia, para mim é como o vampiro sugando o seu sangue e o leva a definhar.
Pode ser uma pessoa viva mesmo! Uma pessoa que tem inveja de você, que te faz sentir inútil, que te pede coisas impossíveis, que te deixa no fundo do poço, que te faz sentir um verme, etc.
E também pode ser uma energia do outro lado desta vida! Desânimo, infelicidade, sensações de tristeza e inutilidade, depressão...


Mas o pior disso é que muitas e muitas vezes somos os próprios culpados, somos nós mesmo quem atrai isso tudo.
Difícil imaginar que agente queira mal a si próprio, mas acontece sim!
Quando temos dó de si, começamos a pensar negativamente. E esse pensamento de "coitadinha de mim" é
 o princípio de tudo!
Cansaço é um sinal de que o processo pode começar. Desânimo é o primeiro sintoma. E quando você não vê mais brilho nas coisas, não consegue arrumar ou organizar suas coisas, começa a transparecer em sua aparência. Veste-se mal, pois tanto faz, ninguém vai perceber mesmo! Não se cuida, afinal, pra que? Gorda, e daí?

Tudo pode acontecer e desmoronar, mas também pode dissipar quando uma pessoa que você admira te dirige a palavra!
Sim, não precisa ser nenhuma celebridade, mas a pessoa certa na hora certa!
Só que não faz efeito se você não estiver na sintonia de querer mudar.
A sintonia faz com que você se conecte com a energia que deseja.
Parece impossível, principalmente quando tudo parece conspirar com os seus sonhos! Impossível sair da má vibração, pois você sofre tanto, tanto, que não vê razão para fazer força para isso.
Mas quanto menos se espera, alguma coisa reage dentro de você! E te sacode mais do que uma bofetada no rosto. E a luz do sol começa brilhar no céu de azul infinito.

A hora certa, a pessoa certa, o lugar certo.
Não há data, agenda, nem aviso para que tudo isso aconteça, mas acontece!




8 comentários:

  1. Acredito muito no vampirismo energético. Já houve casos de me aproximar de alguém e sair esgotado. geralmente são pessoas negativas, que "o copo está sempre meio vazio", etc.

    Energia é algo científico, não é? A matéria não é energia condensada? e todo corpo emite/recebe/vibra energia, então...

    boas energias pra vc!

    ResponderExcluir
  2. Não acredito em vampirismo, mas não duvido ! É para mim a mesma coisa que espiritos, nunca vi então não vou acreditar que existem.

    Acho que pessoas com pensamentos negativos podem sim fazer mal a quem possa estar por perto. Concordo com o Alexandre no sentido da energia.

    Abraços, você é uma pessoa do bem, pense sempre positivamente e boas vibrações para você...

    ResponderExcluir
  3. Eli!
    Que texto incrível!
    Acredito muito nisso... Os vampiros psicológicos estão por toda a parte e não há alho e água benta que os façam ter medo! Só gente de muita fé consegue se livrar deles...
    Que não nos falte fé em nós mesmos e na força superior que nos ajuda a caminhar!

    Bem, respondendo os comentários no meu blog, super atrasada, rs...
    O encontro foi demais! Precisamos de mais um pra complementar!
    E a aranha, não sei pra onde ela foi, sumiu! Hehehe!
    Ah, acho bom as crianças no Japão terem esse contato e carinho pelos bichinhos, mas não todos, rs...

    Beijoka e ótimo final de semana!
    ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi Eli, tudo bem querida?
    Ufa!! Até que enfim consegui um tempinho para vir aqui te visitar. Estou tão ocupada que estou ausente até do meu próprio bloguinho.

    Gosto tanto dos seus textos... estava com saudade daqui.

    Aliás, este novo layout está dez! E até combinou com o tema sobre o vampirismo!
    Achei muito interessante você abordar o Halloween (que é um tema super atual) e direcionar à questão da energia humana.
    Este seu texto ficou ótimo, bem expressivo e com frases-chave que provocam muitas reflexões.

    Tenha uma excelente semana Eli!
    Tudo de bom!!!! Beijinhos!!!
    ;)

    Obs.: Quando eu concluir aquela postagem sobre os comentários, te aviso tá?? Bj

    ResponderExcluir
  5. Uau...muito bom o texto! Neste sentido tem muito vampiros ou suspiros por aí!! Tem sim!
    Sugam minhas energias e fico cansado sem ter feito nada!
    Muito bom...parabéns!
    Ah o suspiro foi só pra rimar...

    bju

    ResponderExcluir
  6. Oooooiii!!!
    Tudo bem??? Vim avisar que concluí o post sobre a arte de comentar nos blogs! Acho que agora está completinho! Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eli, que ótimo texto! Esse vampirismo psicológico existe e é algo estudado cientificamente. Só para deixar calro, não tem nada a ver com espíritos, vêm de relações abusivas,afetivas ou profissionais, nas quais um dos lados age como algoz e o outro como vítima. São relações que só funcionam se um dos lados sai perdendo e o outro sempre ganha e que podem se estabelecer por diversos motivos, desde uma dependência concreta do "algoz", quanto de uma dependência incosciente que a própria relação abusiva alimenta. Parabéns pelo post!Vamos ficar longe dessas pessoas, por favor! Vampiro para mim,só o Eric Northman, que é de mentirinha hahahaha

    ResponderExcluir
  8. Olha a Erika aqui!!!!!!!!!
    ADORO ESTA MOÇA!!!!!!

    Eli, adorei a idéia do selo!
    Vou providenciar sim!!!!
    Muito obrigada pela ideia e pelas suas visitinhas!!!!

    Beijo!

    ResponderExcluir

Fico feliz em compartilhar meus pensamentos com vocês.
Obrigada por deixar seu comentário!

De volta às origens!

E cá estamos, depois de 5 anos em outra plataforma, voltando para cá. Onde tudo começou, né? Apesar de nesses utlirmos 3 anos estar com um...