segunda-feira, 20 de junho de 2011

Enchendo linguiça

Tem hora que mil idéias agitam sua cabeça, mas um post novo que é bom não sai...
Para não deixar buraco, vai uns vídeos que acho ser interessante sempre estar assistindo e se questionando.

Boa semana para vocês!


Atitude






Tempo de Mudar
Uma pena não dar para ver no celular, apenas no computador.O melhor de todos.





Filtro Solar





Tem hora que as coisas começam a acontecer, e isso também assusta!
Desejei coisas e está começando a acontecer!
Empurrei com a barriga e a consequencia também está aparecendo!


Os dois casos estão me assustando, mas um está ajudando o outro a não dominar.
Será esse o tal equilíbrio?


Beijos

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Medo de ser Feliz

˝Ė que é tudo muito novo para mim e tenho medo de ser apenas uma fase curta!˝


Ouvi isso hoje. Palavras de uma pessoa que encontrou alegria em viver e ser feliz.
Vivemos a ponto de sempre pensar no amanhã, como se tivessemos a obrigação de poupar para não passarmos aperto.
E com a felicidade não é diferente!
As vezes acho que para muitos a felicidade na terra está associada a pecado...
A busca pela felicidade é algo milenar. E sempre colocamos como felicidade aquilo que não temos. Dinheiro, amor, amizades famosas, posição social, carro, roupas boas, casa, enfim, qualquer coisa que associamos à ela.
E assim, a dona felicidade fica cada vez mais longe, mais impossível, e nós, mais e mais infelizes...apenas desejando...


E o medo de ter que voltar à realidade?
Sim, pois parece que o ser feliz é sonho.


E para não sofrermos depois, acabamos ignorando aquilo que um dia almejamos.


Não, não é sonho!


Não temos vida de príncipe e princesas, temos nossa realidade que é trabalhar, cuidar da familia, casa, obrigações...e ser feliz!
Tá, a realidade não é tão cor-de-rosa assim... Mas pode ser mais leve a partir do momento que você decidir. Decidir o que quer e onde quer chegar.




O livro O Segredo já não é tão novo, muita gente leu, viu o vídeo.
Eu optei pelo vídeo.
Nele, ouço a pessoa falando. Escuto o modo como se expressa. Vejo as imagens.
Faz um tempo que não assisto, e esses dias usei o áudio e fiquei só escutando. E por ter visto o filme, enquanto escutava, ia relembrando as imagens.
Tem coisas que precisamos rever de vez em quando. Para reavaliar e reforçar o que aprendemos. Do mesmo modo que o corpo precisa de alimentos, a alma e o coração também. Ė sempre bom estarmos com pessoas alegres, ler livros que estimulam, ouvir palavra que motivam. E estudar, estudar sempre para se chegar ao equilíbrio e não se perder em ilusões.


Afinal, temos tanta coisa boa pertinho de nós que temos mais é que agradecer!
Não sinta remorso por ser feliz. Aparecerá pessoas querendo te mostrar o lado negro, e então, é a hora de puxar essa pessoa para o lado bom!
Memorizar as coisas que tem para agradecer é um modo de relembrar oque você tem ao seu alcance.




Assim, o medo se dispersa e seu coração se sentirá mais calmo.E com certeza, abrirão portas para novas e boas experiências!









Achei por acaso esse vídeo. Leila Navarro tem um modo simples de mostrar o que você pode fazer por você mesmo.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Corrida





Vou de casa para o serviço de carro. O mesmo caminho de sempre. Vou ao mercado, levo as crianças para o cursinho, etc e tal.
Demorei muito para tirar a carteira de habilitação. Só consegui aqui no Japão aos 27-28 anos. E devo dizer que já tirei o atraso, pois alguns serviços que fiz era justamente de motorista ou entregadora.

Hoje dirijo somente para assuntos de família.
E por ser sempre na correria, fico alterada quando vejo na minha frente um carro a 20km por hora, e sempre quando estou com pressa...
Pior que sempre olho no velocímetro para ver a quilomentragem e está na faixa de 20 a 30 mesmo.
Aqui no Japão é comum pessoas de idade dirigirem. E deficientes também. Mas são os domingueiros mesmo que atrapalham nossa vida na estrada...

Mas, um dia pensei comigo: ainda bem que tem esse carro na frente, porque senão eu estaria correndo muito e poderia acontecer algum acidente e tal.

Na vida também temos casos assim, principalmente quando dependemos de outros para um projeto.
A coisa empaca, não sai do lugar.
E ficamos irritados, pondo a culpa em alguém, e nem vemos outras soluções.
Tá na hora de sentar e analisar!
Devagar e sempre também chegamos ao destino. E, com certeza, muito mais saudáveis e confiantes.

Os problemas existem para serem solucionados e não lamentados.
Enquanto ficamos sentados choramingando, muita coisa boa passa, a vida passa!
Então, o jeito é por a mão na massa.
Comece pelo começo. Se precisar, peça ajuda. Converse, se informe. Leia. Mas faça alguma coisa.
Temos pressa de que tudo se resolva rápido, mas tem coisas que precisam de tempo
para amadurecer.



Pensar, testar, avaliar.




Mas não deixe de agir! Não deixe de viver.



O melhor de tudo é poder olhar para trás e dizer que valeu a pena!