quinta-feira, 9 de junho de 2011

Medo de ser Feliz

˝Ė que é tudo muito novo para mim e tenho medo de ser apenas uma fase curta!˝


Ouvi isso hoje. Palavras de uma pessoa que encontrou alegria em viver e ser feliz.
Vivemos a ponto de sempre pensar no amanhã, como se tivessemos a obrigação de poupar para não passarmos aperto.
E com a felicidade não é diferente!
As vezes acho que para muitos a felicidade na terra está associada a pecado...
A busca pela felicidade é algo milenar. E sempre colocamos como felicidade aquilo que não temos. Dinheiro, amor, amizades famosas, posição social, carro, roupas boas, casa, enfim, qualquer coisa que associamos à ela.
E assim, a dona felicidade fica cada vez mais longe, mais impossível, e nós, mais e mais infelizes...apenas desejando...


E o medo de ter que voltar à realidade?
Sim, pois parece que o ser feliz é sonho.


E para não sofrermos depois, acabamos ignorando aquilo que um dia almejamos.


Não, não é sonho!


Não temos vida de príncipe e princesas, temos nossa realidade que é trabalhar, cuidar da familia, casa, obrigações...e ser feliz!
Tá, a realidade não é tão cor-de-rosa assim... Mas pode ser mais leve a partir do momento que você decidir. Decidir o que quer e onde quer chegar.




O livro O Segredo já não é tão novo, muita gente leu, viu o vídeo.
Eu optei pelo vídeo.
Nele, ouço a pessoa falando. Escuto o modo como se expressa. Vejo as imagens.
Faz um tempo que não assisto, e esses dias usei o áudio e fiquei só escutando. E por ter visto o filme, enquanto escutava, ia relembrando as imagens.
Tem coisas que precisamos rever de vez em quando. Para reavaliar e reforçar o que aprendemos. Do mesmo modo que o corpo precisa de alimentos, a alma e o coração também. Ė sempre bom estarmos com pessoas alegres, ler livros que estimulam, ouvir palavra que motivam. E estudar, estudar sempre para se chegar ao equilíbrio e não se perder em ilusões.


Afinal, temos tanta coisa boa pertinho de nós que temos mais é que agradecer!
Não sinta remorso por ser feliz. Aparecerá pessoas querendo te mostrar o lado negro, e então, é a hora de puxar essa pessoa para o lado bom!
Memorizar as coisas que tem para agradecer é um modo de relembrar oque você tem ao seu alcance.




Assim, o medo se dispersa e seu coração se sentirá mais calmo.E com certeza, abrirão portas para novas e boas experiências!









Achei por acaso esse vídeo. Leila Navarro tem um modo simples de mostrar o que você pode fazer por você mesmo.

7 comentários:

  1. Eli mais um belo texto hein, legal o seu modo de pensar sobre a vida, quem dera mais pessoas fossem assim...Simplesmente Eli !

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Eli,
    que texto maravilhoso!
    Quase tão bom quanto seu abraço, heim!?
    Saudade, viu!

    E você está coberta de razão!
    Não sei se vc já assistiu o filme "O fabuloso destino de Amelie Poulain"
    Ele mudou a minha vida, a minha maneira de pensar e me fez valorizar as coisas simples!
    Claro, a família ensinou, a religião ensinou... Mas, assim como vc citou o livro/filme "O Segredo", ele deve ter aparecido num momento oportuno para marcar... Foi assim comigo esse filme, francês, muito bom!
    E daí eu criei o meu próprio "mantra" FELICIDADE SEMPRE! E em dias tristes - pq é difícil ser alegre o tempo inteiro - eu vasculho até achar algo para me fazer feliz...
    Nem que seja uma jujuba! Rs!
    Um grande beijo!
    FELICIDADE SEMPRE!
    ^^

    ResponderExcluir
  3. Eli,

    Texto by Eli é sempre GIRASSOL! Hoje colhi bem cedinho! Coisa boa! Já vou estar feliz o dia inteiro! Obrigada! Vamos escolher o amor e espalhar o amor, é melhor para a gente e é melhor para o mundo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eli e mais um mega post sempre nos ensinando algo muito bom! Parabéns! Recomendo ler o Monge e o executivo também, gostei muito!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. temos que nos voltar um pouco mais à positividade, já tem coisa negativa e mesquinha demais nesse mundo. E eu sinceramente acredito que um pensar positivo, bom, construtivo emana uma força que atrái coisas boas.

    muito bacana!
    adoro seus posts, Eli

    ResponderExcluir
  6. Reitero o que o Ale disse, positividade sempre! Todos podemos ser felizes! sempre!!
    Um beijao!

    ResponderExcluir
  7. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Eu e meu medo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Fico feliz em compartilhar meus pensamentos com vocês.
Obrigada por deixar seu comentário!