sábado, 9 de janeiro de 2010

Disparate




Muitas vezes tenho a sensação de que está faltando alguma coisa... É como se estivesse perdendo tempo em não aprender, não fazer, não produzir. E isso me incomoda, me deixa meio estressada, por não saber agir.


2010 chegou, e, como sempre, fazemos novas promessas ou reforçamos as promessas de cumprir aquilo que não conseguimos cumprir.


Parei para pensar em algumas coisas. Aliás, pensar naquilo que deixei de pensar porque me incomodava. Na verdade, essa é a minha armadura. As coisas ou pessoas que me incomodam de alguma forma negativa, tento o máximo possível esquece-las, ignorar ou não pensar, pois fico muito mal, remoendo a situação, o fato, a ¨coisa¨.


Mas existe uma hora em que precisamos reavaliar tudo isso. O tempo passa e aquele sentimento por não estar mais tão forte, me faz repensar e rever melhor o acontecido.


E essa é a hora de enfrentar de frente. Depois desse meio tempo, com mais informações e conhecimento sobre o assunto, vou onde parei e olho por outro angulo, e em alguns casos acabo até admirando aquilo que um dia me incomodou.


Afinal, Deus nos deu o livre arbítrio, onde posso escolher o caminho a seguir, e durante a caminhada vou aprendendo oque ainda nao aprendi, e colhendo os frutos que plantei.


E Deus, sábio como Ele é, sempre tenta nos mostrar o caminho correto, nós é que não percebemos.


O ato de APRENDER nunca vai ter fim. Pelo menos para mim, que sempre tive a ansiedade de SABER.


Ainda tenho muito oque aprender, principalmente sobre a Vida.Sempre quis abraçar o mundo, conhecer e viver.No final, nem uma coisa nem outra. Acabo atropelando tudo e não terminando nada.


Hoje consigo contornar melhor certas situações, e estou certa que ainda tenho muito a aprender.


Nesses ultimos tempos conheci muita gente nova, que me tratam com carinho, e com o exemplo deles, vou absorvendo o que há de melhor para não haver mais conflitos.


Acho que no fundo é isso: não podemos nos fechar num mundo pequeno pois à nossa volta, muita coisa está acontecendo, o mundo não pára, e a VIDA continua! Afinal, não somos robos.


Produzir, agir, reavaliar, aprender, viver, e ser FELIZ!