segunda-feira, 11 de julho de 2011

Um milésimo de segundo

Um milésimo de segundo apenas de uma sensação agradável, de um tempo distante, de um EU que se perdeu.
Um milésimo de segundo onde me transportei para uma época distante.
Um milésimo de segundo...

Nos 20 minutos seguinte busquei o motivo e uma explicação.
Seria a música? Não, a música não era daquele tempo...
O ventilador soprava um vento e da janela percebia-se o por-do-sol entre as cortinas enquanto recolhia a louça...
Uma sensação boa...
Um sentimento esquecido...
Um retorno ao início...

Num simples milésimo de segundo...

Quem dera durasse um pouco mais.
Contrário do dejávou, não foi o reconhecimento do que acontecia na hora, mas um sentimento revivido.
Quem sabe seja um aviso para que me solte e volte a sonhar como na infância, pois ser gente grande é complicado demais.
Será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz em compartilhar meus pensamentos com vocês.
Obrigada por deixar seu comentário!